segunda-feira, outubro 23, 2017

Rio de Janeiro. Belezas e Mazelas

O Rio de Janeiro conta com pontos turísticos naturais e outros tantos frutos de trabalhos arquitetônicos e paisagísticos. 

O descaso dos governantes ao longo de décadas nos legou muitas mazelas, muitas feridas abertas, onde um grande número de pessoas sofre, sem opções, sem perspectivas. 

Parece absurdo, mas existe uma curiosidade mórbida, uma espécie de fetiche de algumas pessoas que consideram a pobreza, os problemas, a miséria como "atração turística". 

Hoje ocorreu uma tragédia que, em parte, provocada por essa "preferência turística". Uma preferência explorara comercialmente por diversas agências de turismo. Basta fazer uma busca simples no Google: "Favela Tour". 

Temos de parar de glamorizar nossas mazelas, nossa miséria.


sábado, setembro 30, 2017

Internet World’97

Lá se vão 20 anos. Era setembro de 1997. Copacabana. Rio de Janeiro. No local hoje funciona o Hospital Copa D´Or, mas há 20 anos ali havia o Hotel Copa D´Or.

Dois anos antes, a internet havia transposto os muros das universidades e instituições de pesquisa e se tornado acessível ao público. Poucos a conheciam e um grupo menor vislumbrava até onde aquilo tudo poderia nos levar. E, claro, como ganhar dinheiro.

Eu trabalhava como analista de suporte numa empresa de consultoria em informática e telecomunicações (Easy Informática), comandada pela dupla de profissionais de grande competência, Jorge Amaral e Lia Aversa - aos quais agradeço o privilégio do período de aprendizado.

E lá fomos participar, com tantos outros congressistas, participar do Internet World’97, 6º Congresso Internacional sobre Internet e 6ª Exposição Internacional de Produtos e Serviços para Internet. Era tudo novidade. Tudo possibilidade.

Lembro que um dos palestrantes foi Marcelo Madureira, do Casseta&Planeta. Não pensem que foi só piada. Pelo contrário. Marcelo demonstrou grande conhecimento em tecnologia, além de ter vivenciado aquele bicho estranho chamado Internet antes deste “escapar” dos muros das universidades. E ele trouxe mais possibilidades que se consolidavam no Casseta no ambiente digital.

Tudo isso antes do Facebook, antes do Twitter, antes do Whatsapp, antes do Instagram. Pessoal, tudo isso antes do Google!




domingo, setembro 03, 2017

Passado, Presente, Futuro

No passado me disseram
Para pensar no futuro
Durante aquele presente

Então naquele passado
Eu pensei no futuro 
sem viver
O que pude daquele presente

E aquele passado passou
E num presente estou 
sem saber
Se meu futuro chegou

quarta-feira, março 29, 2017

O emprego

Eis uma animação, belíssima, de Santiago Grasso, um cineasta argentino que demonstra muita sensibilidade e consegue nos fazer refletir sobre as relações humanas no trabalho, sobre o trabalho que exercemos para os outros, sobre o trabalho que os outros exercem para nós... 
Somos patrões? Somos empregados? 
Somos o sapato? Somos o capacho?
Sobre a relevância e a irrelevância do que fazemos.
Sobre a visibilidade e a invisibilidade do que fazermos.

Rio de Janeiro. Belezas e Mazelas

O Rio de Janeiro conta com pontos turísticos naturais e outros tantos frutos de trabalhos arquitetônicos e paisagísticos.  O descaso do...