Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

Sim, eu sou capaz

Por vezes penso não ser capaz de amar.
Até que minha mãe surge nessa equação que é a vida.
E o resultado então se apresenta de forma simples e clara.
E é único, e invariável, e exato, e inteiro e infinito:
É AMOR